segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Ressentimento




Poucas pessoas se dão conta de que esta palavra pode ter duplo sentido, quando a analisamos sob a ótica da energia e não exclusivamente da expressão verbal.
No aspecto positivo, pode ser considerada como um sentimento e ser confundida com saudades e, no aspecto negativo, ser interpretada como mágoa.
A maioria prefere encarar como energia negativa porque é mais fácil nos posicionarmos como vítimas e agirmos como ressentidos.

É uma postura pouco recomendada, mas, infelizmente, é melhor propagarmos o que está ruim dentro de nós do que nos posicionarmos como quem não admite isso.
Estar ressentido jamais quer dizer que estamos adubando uma sensação que não nos fez bem. O ato de ressentir-se é ter novamente o mesmo sentimento que em algum momento experimentamos ou vivenciamos.
Sou o que penso ser. Sou o que fiz ontem. Sou o que me permito realizar, portanto, é minha escolha manter este ou aquele sentimento e é minha profunda ignorância aceitar que o retorno do sentimento continue me prejudicando.
Cada momento que iremos viver na sequência é novo. Cabe a nós darmos a ele a importância que queremos dar na continuidade de nossas ações.

Tenho treinado bastante com meu Mestre a postura de abandonar as sensações ruins e me manter firme no cultivo das boas. Este é o primeiro passo de uma evolução consciente.
Confesso que no começo não foi fácil. Eu tinha sido treinado, sem saber, para conviver com emoções que nada agregam. Por quê? Porque é mais fácil assim. Porque o meio era assim. Alguém tem que ter a responsabilidade de zelar e cuidar de mim. Meu profundo engano era quando confundia o evoluir com caminhar.
Ora, entregava tudo isso para um ser superior e me considerava produto dele. Quando não conseguia, era este ser que não queria. Quando realizava algo, era ele que me ajudava. Levei anos convivendo com isso e invariavelmente me posicionava como produto de desejos de terceiros. Tinha que ter, sempre, um protetor...

Quando descobri que eu sou o responsável pelo que colho, consegui algumas vitórias:
A primeira - Deixei de ressentir-me com coisas ruins.
A segunda - Tornei-me muito mais guerreiro e responsável.
Meu Mestre não é meu protetor. É meu professor. Ele me ensina princípios, eu traço o caminho. Ele me mostra que ressentir-se por sentimentos negativos é um sinal de profunda fraqueza humana.
Sentir saudades... Isso é bom. Tão bom, mas tão bom que chega a ser bom de bom que é...

Cuide-se. Sei que nos veremos.
Beijo na alma
Saul Brandalise Jr.
Fonte::http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=09121

Um comentário:

Maria José disse...

Parabéns pela sua evolução. Esforçando-nos e com consciência, conseguimos subir mais um degrau. Continue neste caminho de iluminação interior. Obrigada pelas palavras deixadas no meu blog. Você é sempre muito bem vinda. Beijos.

LS

Free Pics Free Image Hosting Fantasy Pics

CÓDIGOS PARA MEDITAÇÃO

qualidade